Gibis criados pelos alunos fazem sucesso


Os alunos da Escola Municipal Professora Maria Helena Rebouças Marques, na localidade Gado Bravo, em Tibau, tiveram uma aula diferente: confeccionaram gibis na aula de língua portuguesa do professor Renato Paulino de Souza. As turmas envolvidas na atividade “Gibi: minhas histórias contadas em quadrinhos” são do 4º e 5º anos multisseriados.

De acordo com o professor Renato, o objetivo da atividade foi melhorar a leitura e a escrita, aumentando a capacidade do aluno de produzir textos. “Dessa forma, abrir oportunidades de expressão onde o aluno possa criar e apresentar ao público sua capacidade de escrever histórias com coesão e coerência, de forma clara e objetiva. E ao mesmo tempo, os leitores poderão avaliar o pensamento desse escritor mirim pelo desenvolvimento das histórias criadas por ele”, disse o professor, que viu na necessidade da leitura uma porta para melhorar a aprendizagem da leitura.

O interessante é que o trabalho com o gibi, informou o professor, não ficará apenas dentro dos muros da escola, mas deve ir além, pois haverá uma exposição de todo o trabalho desenvolvido pelas crianças. “Esse projeto também tem como objetivo aproximar pais e outros familiares, das tarefas escolares do educando , aumentando a vontade e incentivando para o melhoramento do desempenho estudantil”, disse.

Para desenvolver essa atividade, primeiro o professor verificou o conhecimento prévio dos estudantes e depois dividiu a turma em grupos. Distribuiu livros, jornais, revistas e rótulos para que eles realizassem a leitura compartilhada.

Eles também classificaram os textos conforme sua tipologia e selecionaram o que poderia se transformar em história. A partir daí os alunos produziram os gibis e socializaram os trabalhos. “No desenvolvimento da aula solicitei que meus alunos pensassem sobre o que queriam falar, para depois criarem os personagens, os espaços em que se passava a história, entre outros”, ressaltou.

Para Renato, a atividade surtiu o efeito esperado. Os alunos melhoraram na escrita e na leitura e também usaram a imaginação para criar os personagens. “Tivemos excelentes resultados com a atividade desenvolvida, pois os alunos produziam gibis interessantes e que se tratavam do cotidiano deles, inclusive houve alguns em que os personagens levaram os seus próprios nomes, o que de um certo modo chamou a atenção dos colegas de outras turmas da escola. Além de ter contribuído para o aperfeiçoamento da escrita por parte do aluno”, avaliou o professor.

Fonte: Jornal Gazeta do Oeste - 13/11/2013