Proposta da Prefeitura de Tibau é bem recebida por Sindicato e Categoria


O resultado da reunião entre o Sindicato dos Servidores Públicos Municipal de Tibau [SINDISPUMT], e a Prefeitura Municipal de Tibau, na tarde desta terça-feira, 10, na Câmara Municipal de Tibau, caminhou para acordo no que diz respeito ao pagamento dos salários atrasados referente aos meses de novembro e dezembro de 2012, deixados pela administração passada.


O prefeito Josinaldo Marcos de Souza, “Naldinho”, [PSD], abriu a reunião demonstrando total interesse por parte da Administração Pública em pagar os salários atrasados, ressaltando que sua palavra empenhada durante a campanha eleitoral será cumprida, principalmente no que diz respeito a pagar o funcionalismo público em dia.

Após dar sua garantia de que a administração tem total interesse e negociar com o Sindicato, o prefeito Naldinho deixou que a assessoria jurídica, através do advogado Elton Evangelista apresentasse proposta e condições de pagamento dos salários referente aos meses de novembro e dezembro de 2012.


Segundo o advogado, a prefeitura pagará deixados pela gestão passada, do ex-prefeito Rafael Freire, em seis meses, sendo que nos meses de julho, agosto e setembro, será pago o mês referente a novembro de 2012.

Já nos meses de outubro, novembro e dezembro será feito o pagamento relacionado ao mês de dezembro de 2012. A proposta de início foi bem recebendo, sendo questionada por servidores quanto aos benefícios como horas extras, insalubridade e periculosidade.


O advogado esclareceu que como a prefeitura não tem laudo técnico de um profissional atestando quem são os beneficiados e qual a porcentagem que devem receber, esses benefícios ficaram difíceis de serem pagos enquanto não se comprovar através de laudo, o que será feito posteriormente, já que a prefeitura contratou um profissional para esta atualização.

A categoria imediatamente discordou da proposta, por não dispensar o pagamentos dos benefícios acima referidos. Gerando assim um impasse por parte da maioria da categoria.


Nesse momento, o secretário de Finanças, Francisco José de Souza Filho, explicou para a categoria sobre os direitos deles, as condições que a prefeitura estava oferecendo para pagar os meses em atraso, e que aquela era uma proposta que deveria ser analisada.

“Não estamos impondo que a categoria deve aceitar, mas apresentando uma proposta que a administração municipal considera viável para cumprir com um dever, que se encontra nas mãos do prefeito Naldinho, mas que não foi deixado por ele, e que ele quer cumprir”, disse Filho.


Após alguns minutos de interrogações por parte de funcionários de várias categorias, o prefeito Naldinho mais uma vez entrou em cena e lançou mais uma proposta através de sua assessoria jurídica, que seria o pagamento conforme anteriormente lançando, ou seja, os dois meses sendo pagando em seis parcelas, a partir de julho, e os benefícios como insalubridade, horas extras e periculosidade para aqueles que já tem no contracheque, receber no mês de março de 2015.



Imediatamente, foi feita uma espécie de votação entre os participantes que acenaram positivamente para a proposta. Assim, também, assinalou a presidente do SINDISPUMT, a professora Anabi dos Santos, que a proposta foi boa, já acatada pela maioria e que o acordo deverá ser fechado nos próximos dias.