Search
sexta-feira 22 junho 2018
  • :
  • :

História

 

Foto da cidade em 1939

No dia 5 de julho de 1708, o capitão-mor do Rio Grande do Norte, Sebastião Nunes Colares, doou a Gonçalo da Costa Faleiro uma sesmaria, que era formada por uma vasta extensão de terra. De acordo com o historiador Luís da Câmara Cascudo, notório experiente da cultura potiguar, Gonçalo Faleiro, antes de receber essa sesmaria do capitão-mor potiguar, teria relatado ao rei de Portugal a difícil situação que estava sendo vivida pela Capitania do Rio Grande, devido à principalmente a um conflito compreendido durante treze anos (de 1687 a 1700): a Guerra dos Bárbaros. Essa guerra faz referência aos conflitos, rebeliões e confrontos envolvendo os colonizadores portugueses e várias etnias indígetapuias, que aconteceram nas capitanias do nordeste do Brasil.

A história do município de Tibau começa em meados do século XVII, mais especificamente no mês de fevereiro do ano de 1641, quando foi descoberta pelo navegador holandês Gideon Morris de Jorge, durante o período das invasões holandesas no Brasil. Devido à existência de salinas no local e à diversificação da cor de areias, o local foi batizado de “Morro Vermelho”, que era a coloração predominante local.

Devido às belezas naturais existentes na região onde se localizavam e ainda se localizam Tibau e Grossos, estes foram alvos de disputa entre os estados do Rio Grande do Norte e o Ceará, até que, algum tempo depois, a Assembleia Legislativa do Ceará, com sede em Fortaleza, decidiu pelo anexo de Grossos ao território cearense, junto com os distritos de Grossos e Tibau, que formavam o município. Três anos depois, Rui Barbosa, jurista e Senador da República, foi convidado para a defesa dos direitos do Rio Grande do Norte. Após anos de batalha, Ruy Barbosa garantiu a vitória do estado potiguar, que foi definitiva em 17 de julho de 1920. Algum tempo depois, o povoado de Tibau começou a experimentar sinais de crescimento. Dois anos depois, em 5 de novembro de 1922, ocorreu, pela primeira vez, a celebração de uma missa na comunidade, presidida pelo padre Manoel Gadelha.

Vista área da cidade de Tibau

Com o forte apelo turístico que o povoado de Tibau ia alcançando cada vez mais, o distrito foi adquirindo características de uma cidade, especialmente após o povoado ter chegado à condição de distrito, em 23 de dezembro de 1948. Quase 47 anos depois, o distrito de Tibau, que havia sido criado e anexado a Areia Branca e depois anexado ao município de Grossos com a emancipação deste do município de Areia Branca, o distrito conseguiu finalmente sua autonomia política, desmembrando-se assim do município de Grossos e tornando-se novo e mais setentrional município do Rio Grande do Norte. Em 1997, o município foi oficialmente instalado, com a eleição e posse do primeiro prefeito, Sidrônio Freire da Silva.

 

LIVROS QUE CONTAM A HISTÓRIA DE TIBAU

(clique para abrir o livro)